Home Lista de Artigos Ginecologia Métodos anticoncepcionais: Orientando as adolescentes.
Quarta, 14 Outubro 2009 00:24

Métodos anticoncepcionais: Orientando as adolescentes.

Escrito Por  Jacquelline de La Rocque
Vote Neste Item
(8 votos)

Métodos anticoncepcionais: Orientando as adolescentes.

A transa praticada com segurança é aquela em que o casal, no final, tem a certeza de que se protegeu das doenças sexualmente transmissíveis e da gravidez indesejada.

Não é difícil estar protegida, basta conhecer todos os métodos anticoncepcionais e junto com seu namorado e com a orientação de um ginecologista, escolher aquele que mais lhe agrada.

 

Os métodos são classificados como naturais, de barreira, hormonais e intra- uterino.

Os métodos naturais se baseiam no funcionamento do ciclo menstrual (tabelinha e teste do muconamoro adolescente cervical) e na interrupção da penetração antes da ejaculação (coito interrompido).

A Tabelinha consiste em evitar manter relação no período da ovulação, que é o período fértil. Para que este método seja seguro é necessário que o ciclo menstrual seja sempre muito regular, fato que geralmente não acontece na adolescência. A ovulação ocorre aproximadamente no meio do ciclo, e considerando como mais comuns os ciclos de 28 a 30 dias se faz o seguinte cálculo (lembre-se que 1º dia ovulacaodo ciclo= 1º dia da menstruação):

1º ao 10º dia: não há perigo

11º ao 20º dia: fase de perigo(período fértil)

21º até a nova menstruação: não há perigo

O Teste do muco cervical consiste em observar a secreção vaginal nas várias fases do mês e sabendo que na fase ovulatória este se torna bastante viscoso, “grudento”, “puxento”, com aspecto de clara de ovo ou catarro (comparação feia, mas perfeita), este é o período fértil, onde pode acontecer a gravidez.

O coito interrompido, conhecido como “gozar fora” é realizado com a retirada do pênis no momento em que o homem sente que vai ejacular. É um método bastante falho, pois na secreção de lubrificação do pênis pode ter algum espermatozóide ou antes da retirada do pênis pode acontecer a saída de pequena quantidade de esperma, sem que o casal perceba.

Os métodos de barreira funcionam impedindo que óvulo e espermatozóide se encontrem: (Diafragma, ovuloCamisinha masculina e Camisinha feminina).

O diafragma é um disco de borracha ou silicone colocado dentro da vagina, antes da relação, fechando o colo do útero. Existem vários tamanhos e a medida ideal para cada mulher é feita pelo ginecologista.

A camisinha masculina (condon) é bastante seguro, desde que usado da forma correta e em todas as relações sexuais. Geralmente os adolescentes acreditam que estão colocando a camisinha corretamente, mas nem sempre isto acontece, então leia cuidadosamente as instruções na embalagem e escolha produtos de boa qualidade, de preferência lubrificada. A melhor maneira de saber se está comprando um produto de qualidade é observar o selo do INMETRO, pois só recebem este certificado as marcas que realmente foram testadas e aprovadas. Utilizar em todas as relações, colocar e retirar na hora certa são os fatores decisivos para um bom resultado.

 

A camisinha feminina também oferece excelente segurança sendo uma boa opção quando o casal não deseja utilizar a camisinha masculina. Nunca devem ser usadas ao mesmo tempo, ou seja, façam opção por uma delas em cada relação.

As camisinhas masculina e feminina são os únicos métodos que conseguem proteger contra a gravidez e as doenças sexualmente transmissíveis.

Pílula anticoncepcional, injeção, adesivo, anel vaginal e implante subcutâneo são métodos hormonais que funcionam bloqueando a ovulação e assim impedindo a gravidez.

Existe uma grande preocupação das adolescentes em usar hormônios, acreditando que vão engordar, ter celulitecelulite, aumentar os seios, enfim, sofrer mudanças indesejáveis em seu corpo. Atualmente existem várias medicações com pequenas quantidades hormonais e que são muito bem indicadas para as adolescentes, não causando efeitos colaterais indesejáveis. O importante é que estas medicações sejam prescritas pelo ginecologista e nunca compre qualquer remédio indicado pelo balconista da farmácia ou pela amiga.

A pílula deve ser tomada todo dia e de preferência sempre no mesmo horário ou em horários bem próximos.

A injeção deve ser usada uma vez por mês e existe também injeção para ser utilizada de três em três meses, mas eu particularmente não recomendo para as adolescentes a injeção de três meses, pois a dose de hormônio é muito maior.

O adesivo hormonal é aplicado na pele e trocado uma vez por semana, durante três semanas de cada mês. A mulher pode praticar esportes, ir à praia, piscina, enfim, ter sua vida normal.

O anel vaginal é introduzido na vagina e permanece lá durante três semanas seguidas de cada mês. Não incomoda durante a relação sexual.

O implante hormonal subcutâneo não é indicado para adolescentes.contraceptivo

O DIU (dispositivo intra-uterino) é um aparelho que o ginecologista coloca dentro do útero e permanece no local por vários anos. Só é indicado em mulheres que já tiveram pelo menos um filho.

Certamente você percebeu que existem várias maneiras de evitar uma gravidez indesejada, basta ter responsabilidade e procurar o médico para iniciar o método escolhido. Lembre-se que engravidar, ter um filho,terfilho é uma responsabilidade imensa e uma mudança radical na vida de qualquer casal e garanto que a adolescência não é a melhor fase para este acontecimento. Aproveite de maneira segura e responsável todas as oportunidades que esta idade maravilhosa lhe oferece. Proteja-se!

Todos os métodos podem também ser utilizados por mulheres que não estão mais na adolescência, sempre com a orientação do seu ginecologista.



Dra. Jacquelline de La Rocque

Ginecologista/ Obstetra

CRM 52 487397-0

Última modificação em Sábado, 24 Outubro 2009 10:34
Jacquelline de La Rocque


Jacquelline de La Rocque

Ginecologia e Obstetricia, Ginecologia Infanto Juvenil. Gestação de alto risco Vídeo-histeroscopia diagnóstica e cirúrgica. Autora dos livros de orientação à saúde da mulher: Adolescência, Qual a dúvida meninas? Esperando o bebe que vai nascer Entrando nos enta: para mulheres dos quarenta aos noventa



2 Comentários

  • Link o comentário Emanuela Sexta, 12 Julho 2013 13:25 postado por Emanuela

    Meu nome é Emanuela, tenho 18 anos, e vai fazer 2 anos tenho uma vida sexual ativa. Namoro a 9 meses, e quando tinha mais ou menos 3 meses de namoro tomei uma injeção de evitar primeiro tomei a de 1 mes, depois a de 3 . e já tem mais de 5 meses que minha menstruação não desce. tive todos os sintomas de gravides, mas os testes deram negativos. Meus seios estão super grandes e doloridos, saindo um liquido branco parecido com leite, engordei bastante em 1 mes, alguns dizem que estou gravida, outros não . Não sei mais o que pensar. O que será ?

  • Link o comentário Ivanice Nunes Terça, 23 Outubro 2012 14:00 postado por Ivanice Nunes

    se uma menina de 16 anos sofreu um abuso sexual brutalmente há 8 anos atrás é possível ser prejudicada com um tempo?...depois de todo esse tempo?



Deixe um Comentário

Entre Com a informação (*) requerida onde indicada.
HTML Básico é Permitido.


Digite O Código De Segurança Mostrado Na Figura

             Visual CAPTCHA